Manhã de Formação ICJA

Manhã de Formação ICJA

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Jesus no Litoral

            A edição Rio de Janeiro do Projeto Jesus no Litoral (JNL) levou, de 7 a 10 de janeiro, 110 jovens entre 17 e 40 anos à Praia de Ipanema para evangelizar cariocas e turistas. Foram realizadas atividades como orações em grupos, evangelização para crianças e a pregação do querigma à beira-mar.
            O evento teve início no dia 7 com o envio do arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta, que abriu, na ocasião, a Trezena de São Sebastião, que culmina no dia do padroeiro da cidade, 20 de janeiro.
            Em sua homilia, o cardeal lembrou uma das propostas que o Papa Francisco fez para este Ano Jubilar da Misericórdia: “É um ano de graça para toda a Igreja, para que sejamos o rosto da misericórdia de Cristo. Aquele que se deixa ser amado por Deus não vive da mesma forma. E cabe a nós sermos portadores dessa boa notícia no mundo: o amor de Deus”, disse.
            Esta foi a terceira vez que o projeto aconteceu na cidade. As outras duas aconteceram em 2010 e em 2013 durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013). Segundo o organizador do projeto no Rio, Ricardo Cardoso da Silva, coordenador do Ministério Jovem da Renovação Carismática Católica (RCC) do Estado do Rio, a missão passará a acontecer anualmente no mês de janeiro, cada ano em uma praia diferente do estado.

JNL e RCC
            O JNL é um projeto da Renovação Carismática Católica (RCC) surgido há 10 anos no Paraná. Desde então, já aconteceu em quase todos os estados com litoral no Brasil.
            “A ideia é evangelizar, levar o amor de Deus aos banhistas, aos turistas. Dentro dessa perspectiva, fazemos aquilo que nos pede o Papa Francisco: ir além, anunciar, ser uma Igreja em saída, em missão”, pontuou o organizador. Segundo ele, o projeto carrega a identidade da RCC porque visa levar o amor de Deus, através do batismo no Espírito Santo, a todos os corações.

Em missão
            Para começar a missão, os jovens se dividiram em três pontos da Praia de Ipanema: desde o Arpoador até a altura do Leblon. Eles evangelizaram centenas de banhistas através da pregação do querigma. Três tendas de evangelização deram suporte aos missionários.
            “Assim como a palavra de Jesus (Lc 19,9) nos diz: ‘a salvação entrou na sua casa’, do mesmo jeito posso falar que a salvação hoje entrou na sua praia”, disse o jovem Bruno Oliveira, do Ministério Jovem Sal e Luz, em sua pregação.
            De acordo com o organizador, os frutos da missão já puderam ser vistos enquanto ela acontecia. Na noite do dia 9, sábado, houve um luau em que compareceram muitas pessoas que haviam sido evangelizadas mais cedo durante o dia. “Os frutos foram lindos! Conseguimos fazer as pessoas virem novamente ao encontro de Cristo”, frisou Ricardo.


Menino Jesus no Litoral
            Enquanto acontecia a evangelização, os filhos das pessoas que estavam sendo evangelizadas participavam de atividades com os servos do ministério para as crianças em uma tenda específica. “Chamamos essa parte do projeto de ‘Menino Jesus no Litoral‘. Foram brincadeiras, música, entre outras atividades”, explicou o coordenador.

Suporte
            O monsenhor Manuel Moreira Vieira, pároco da Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, deu apoio ao projeto, oferecendo a paróquia para que os missionários pudessem usar como base para descanso, utilização de banheiros e alimentação.
            Também participaram da missão o assistente eclesiástico da RCC, padre Antônio José Afonso da Costa, o assistente eclesiástico do Setor Juventude, padre Jorge dos Santos Carreira e o padre Anderson Batista Monteiro, vigário paroquial da Basílica da Imaculada Conceição, em Botafogo.
            O então pároco da Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, padre Geovane Ferreira da Silva, foi quem direcionou as atividades de preparação, que ocorreram em sua paróquia no segundo dia.
            “Nós pudemos ver, com a missão Jesus no Litoral, que os banhistas ficaram impactados e que as pessoas fizeram esse questionamento: ‘a Igreja Católica está realmente na rua? É isso?’ O amor de Deus alcançou o coração das pessoas. A missão é conhecida pelos frutos, e podemos dizer que muitos frutos já estão sendo colhidos. Afirmo isso por causa dos testemunhos dos missionários e das pessoas que estiveram conosco. Podemos dizer que a missão teve muito êxito por causa dos frutos que já vimos”, assegurou Ricardo.

Colaboração: Jersey Simon

Fonte: Jornal Testemunho de Fé, página 8