Manhã de Formação ICJA

Manhã de Formação ICJA

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Jovens fazem ação na Cracolândia (SP)

Com um olhar atento sobre o alto índice de violência que vem acontecendo no Brasil, a CNBB estabeleceu em seu calendário 2015 como o “Ano da Paz”, tendo início já no primeiro Domingo do Advento. Em comunhão a este convite da Igreja a 14ª edição da Missão Thalita Kum (TK) vem com o tema “Como Filhos de Deus semeando a Paz”, e saiu pelas ruas de São Paulo, com centenas de jovens, propagando a mensagem de justiça e caridade na construção da “civilização do amor”, como bem nos disse o Papa João Paulo II, em 2004, em sua mensagem no Dia Mundial da Paz.
A edição deste evento em 2014 aconteceu entre os dias 15 e 21 de dezembro, na capital paulista, tendo como pontos principais de evangelização as praças da Sé e do Patriarca, além de evangelizações nas ruas, ônibus, hospitais, praças, presídios e unidades da Fundação Casa. A programação do evento se estendeu disseminando valores e práticas cristãs, com missas, confissões e adoração eucarística também nas praças.
Junto com a Missão TK deste ano aconteceu o Mutirão de Integração e Restauração (M.I.R) na favela do Moinho, local que a Aliança mantém trabalhos há vários anos. Um dos diferenciais do M.I.R. deste ano são as oficinas que aconteceram com foco no design social e na conscientização sustentável, além das tradicionais reformas dos ambientes da favela e barracos.
Aconteceram oficinas em parceria com algumas outras instituições: de Serigrafia e Lamb no dia 17 com a Oficina Serigráfica, de Graffit no dia 18 com o Coletivo Bicicleta Girassol e de transformação dos espaços urbanos a partir de resíduos de descarte com o projeto “O Lixo não Existe” no dia 19 com o Coletivo Basurama.
A ação também contou com atendimento médico, distribuição de alimentos e ajuda quanto à higienização dos mesmos. O ápice deste trabalho foi no sábado de manhã, onde aconteceu uma grande Festa de Natal para a população em situação de rua na área da Cracolândia.
No final de semana houve duas grandes celebrações na Praça da Sé, em ambos os dias às 15h seguidas de apresentações musicais. No sábado será o lançamento do Ministério Acordi, formado por missionários da Casa de Formação da Aliança de Misericórdia e a noite o Movimento Fé, Justiça e Paz promoverá um ato “Juntos Cantando à Favor da Vida” com shows de Eros Biondini, Banda Arkanjos e Dunga. Já na noite de domingo o encerramento da Missão contou com as apresentações da cantora Nandah e da Banda Levado do Alto.

Missão
A Missão Thalita Kum, que em hebraico significa “Jovem, levanta-te”, acontece desde 2001 por parte da Comunidade Aliança de Misericórdia. No ano de 2007, essa iniciativa ganhou forças tendo parceria com o Setor Juventude da Arquidiocese de São Paulo, tornando-se então parte do seu calendário geral de eventos. Posterior a isso, outros movimentos e comunidades também se uniram a essa causa proporcionando maior alcance da Missão.

Fonte: http://www.jovensconectados.org.br/jovens-fazem-acao-na-cracolandia-em-favor-a-paz.html

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Assembleia Diocesana do Setor Juventude de Petrópolis reúne mais de 300 jovens

O Setor Juventude da Diocese de Petrópolis se reuniu dia 14 de dezembro, para a sua assembleia anual.  O encontro aconteceu na Matriz de Santo Antônio em Teresópolis e contou com a participação de mais de 300 pessoas das diversas paróquias, do coordenador diocesano do Setor, o Padre Luiz Henrique Veridiano, e do Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão.
A finalidade da assembleia diocesana foi discutir os rumos do Setor na diocese e traçar planos para os anos seguintes, em conformidade com as Diretrizes próprias do Setor e do Plano Pastoral de Conjunto da Diocese.
A abertura da assembleia foi com a missa das 8h30 da manhã, celebrada pelo Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão. Já no Salão do Centro Pastoral da Paróquia de Santo Antônio, o Bispo ressaltou para os jovens a importância de que o Setor juventude permaneça com esta organização, que promove uma maior identidade e unidade dos trabalhos. Comentou que no encontro nacional foi possível verificar que o trabalho com a juventude não pode ser feito de forma solta, sem critérios que delimitem as ações, “pois os jovens hoje já assumem papel de importância na sociedade civil, seja como juízes, médicos ou advogados, e na vida de comunidade e na vida eclesial. É preciso que o jovem tenha o compromisso e a responsabilidade com os trabalhos”.
Traçou um paralelo das frases do Papa Francisco aos jovens do Mundo inteiro em diversas circunstâncias de seu pontificado com a realidade da diocese, mostrando a importância do jovem para a vida da Igreja, e a importância, para o jovem, de aceitar a sua vocação de missionário nas mais diversas realidades em que está inserido. Lembrou que a salvação da humanidade começou com um sim dado por uma jovem – a virgem Maria – e que ela é um exemplo de obediência à vontade do Senhor. Ainda sobre as palavras do Papa, disse aos jovens: ”Vejam que palavras fortes que o papa diz a nós! E estas palavras devem mudar a nossa vida. Ele diz uma frase: “sejam protagonistas das mudanças”, então o Papa espera de você que seja protagonista dessas mudanças. Frente a esta palavra do Papa e daquilo que temos trabalhado em nossa diocese criamos as nossas diretrizes pastorais.”
Dom Gregório disse que nos grupos de jovens, deve haver a preocupação com a formação doutrinal e sacramental, que é importante conhecer a palavra e a liturgia, para celebrar bem. Youcat, Bíblia e Catecismo são importantes para esta formação. O Setor juventude na paróquia deve promover campanhas periódicas para que todos os jovens possam ter ao menos a Bíblia, para ser utilizada nos encontros ou reuniões. Concluindo disse “nós desejamos que vocês em nossa diocese façam uma revolução de Jesus. Nós queremos ouvir a voz da juventude. Precisamos contar com vocês como evangelizadores. Jovem evangeliza jovem e é isso que queremos de vocês”.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

É necessário redescobrir o Evangelho, diz Papa

Que os jovens sejam “protagonistas alegres” da evangelização dos próprios irmãos. Palavras do Papa Francisco na mensagem aos participantes da IV Convenção Européia da Pastoral da Juventude, que se realiza em Roma sob o tema “Uma Igreja jovem, testemunha do Evangelho. Juntos nos caminhos da Europa”. O evento, promovido pelo Pontifício Conselho para os Leigos e pelo Conselho das Conferências Episcopais Européias (CCEE), foi aberto nesta quinta-feira, com encerramento previsto para o sábado.
Na mensagem endereçada ao Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko, o Papa reitera que “a Europa de hoje tem necessidade do Evangelho”. Neste sentido, é necessário ajudar os jovens “a tomar consciência de que a fé não se opõe à razão”. O Pontífice exorta-os, então, a “não cansarem-se nunca de anunciar o Evangelho, com a vida e a palavra: a Europa de hoje tem necessidade de redescobri-lo!”.

Caminho vocacional
Francisco pede que seja proposto aos jovens “um caminho de discernimento vocacional, para prepararem-se a seguir Jesus no caminho da vida conjugal e familiar, ou no de uma especial consagração a serviço do Reino de Deus”. A Pastoral da Juventude – disse o Santo Padre - é um “precioso” serviço para a Igreja e os jovens tem necessidade dela. É necessário, para isto, “adultos e pessoas da mesma idade, maduros na fé”, “que os acompanhem em seu caminho, ajudando-os a encontrar a estrada que conduz a Cristo”. E reitera que “bem mais do que a promoção de uma série de atividades para os jovens, esta Pastoral consiste em caminhar com eles, acompanhando-os pessoalmente nos contextos complexos e às vezes difíceis em que estão mergulhados”.
A Pastoral da Juventude – acrescentou o Pontífice – “é chamada a acolher as interrogações dos jovens de hoje e, a partir destes, iniciar um verdadeiro e honesto diálogo para levar Cristo em suas vidas”. O Papa ressalta a importância de “partilhar as experiências feitas ‘à campo’” e encoraja a ”considerar a realidade atual dos jovens europeus com o olhar de Cristo” que “nos ensina a ver não somente os desafios e os problemas, mas a reconhecer as tantas sementes de amor e de esperança espalhadas no terreno deste continente, que deu à Igreja um grande número de santos”

Fonte: http://arqrio.org/noticias/detalhes/2759/e-necessario-redescobrir-o-evangelho

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Tudo Posso

O Ministério Jovem do Vicariato Sul promoverá o primeiro retiro para Jovens “1º Tudo posso – MJ # Vicariato Sul”, no Colégio São Paulo, dia 14 de dezembro, a partir das 8h, na Avenida Vieira Souto, 22, em Ipanema.
O retiro, com o tema ''Posso todas as coisas naquele que me fortalece'' (Fil.4:13), terá louvor, adoração, pregação e missa. As inscrições, no valor de R$ 20, podem ser realizadas no site: e-inscricao.com/mjvicariatosul/mjvicariato.


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

‘Eu vos anuncio uma grande alegria: nasceu o Cristo Senhor’

Brasília, 1º de Dezembro de 2014.

Caros párocos e demais responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil.

“Eu vos anuncio uma grande alegria: nasceu o Cristo Senhor.” (Lc 2, 10-11)

Que mês bonito, o de dezembro!
Ao lado da correria dos diversos “encerramentos” de nossos compromissos anuais, nos deliciamos com a graciosidade e espiritualidade natalinas! Festas, reencontros, família, amigos, viagens, presentes, solidariedade, celebrações, orações… Como seria bom se todas as nossas crianças, adolescentes e jovens pudessem entender, se envolver e desfrutar destes momentos que marcam a vida da pessoa humana, renovando-lhe a fé, a esperança e o amor! Nossas comunidades ganham novo dinamismo ao valorizarem a presença e o protagonismo dos nossos jovens nas várias atividades em torno do Natal.

“Ao observarem a estrela, os magos sentiram uma alegria muito grande” (Mt 2, 10).

Quando os jovens encontram a “estrela” verdadeira e nela se fixam, se tornam mais confiantes e experimentam uma alegria que preenche a alma, pois percebem que o caminho está certo e o encontro com a felicidade será uma realidade. Obrigado por terem ajudado os jovens a lerem os sinais dos tempos e a perceberem a presença de Deus no cotidiano: “estrela” que conduz à Luz do Mundo!

“Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe” (Mt 2, 11a).

O encontro com o menino necessariamente provoca o encontro com sua mãe. Ele, que nos acolhe quando vamos na sua direção, nos acomoda, também, no colo desta mãe. Obrigado por terem conduzido as novas gerações ao encontro com Jesus, Príncipe da Paz, e ao aconchego de Maria!

“Ajoelharam-se diante dele e o adoraram” (Mt 2, 11b). 

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Jovens Conectados lançam campanha para conhecer anseios da juventude

A Equipe Jovem de Comunicação, da Comissão para a Juventude, da CNBB, lançou dia 21, a campanha virtual #OJovemQuerSaber. A ideia é conhecer temas sobre os quais os jovens têm dúvidas e gostariam de saber a posição da Igreja.
O primeiro passo da campanha será saber quais assuntos os jovens gostariam que fossem discutidos pelo nosso canal de comunicação. Para isso, os jovens poderão participar pelo Facebook e Twitter, sugerir assuntos e encaminhar sugestões para o email: ojovemquersaber@jovensconectados.org.br - é importante colocar nome, idade e estado.
Depois que os temas forem enviados, eles serão catalogados e os mais sugeridos serão discutidos nos meses seguintes. Quando o tema selecionado for divulgado, os jovens poderão enviar perguntas sobre cada assunto. Os questionamentos serão respondidos por pessoas indicadas pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

De forma prática, a iniciativa terá quatro etapas:
1- Levantamento dos temas;
2- Seleção dos temas mais votados e divulgação do primeiro tema;
3- Levantamento de perguntas sobre o tema selecionado;
4- Respostas às perguntas
Para Dom Eduardo Pinheiro, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da CNBB, a iniciativa “trará muitos benefícios, a começar pela contribuição com a formação permanente do jovem, que busca respostas aos seus questionamentos de cristão. Além disso, poderemos contar com mais esta ação, em vista do conhecimento dos temas que mais interessam, atualmente, à juventude”, destaca.
Então, participe e pergunte. Esta é sua chance de tirar suas dúvidas sobre temas específicos.

Fonte: http://www.jovensconectados.org.br/jovens-conectados-lancam-campanha-para-conhecer-anseios-da-juventude.html

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

A avaliação faz parte da dinâmica evangelizadora

Brasília, 1º de Novembro de 2014. 

Caros párocos e demais responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil. 

“Os setenta e dois voltaram alegres…”
(Lc 10,17)

Depois da exaustiva missão, os discípulos “voltam alegres” junto ao Mestre e partilham com ele os frutos de seus trabalhos: o que fizeram, viram e ouviram! Falam e ouvem; notam os avanços e constatam as falhas. “Aprendem fazendo”, indo e voltando, com os acertos e erros, na atenção à vontade daquele que os escolheu, os capacitou e os enviou!
A avaliação faz parte da dinâmica evangelizadora, pois, sem ela, corremos o risco de não percebermos nem os progressos nem as limitações. Às vezes, inclusive, nos iludimos com as coisas secundárias e não conseguimos enxergar o que é essencial: “Eu vos dei o poder [...]. Contudo, não vos alegreis porque os espíritos se submetem a vós. Antes, ficai alegres porque vossos nomes estão escritos nos céus” (Lc 10, 19-20).
Estamos chegando ao final de mais um ano em nossa vida de discípulos missionários de Jesus Cristo. Quantas coisas bonitas aconteceram! E, também, quantas lacunas, erros, limitações! O projeto pessoal de vida de quem se coloca a serviço da construção da Civilização do Amor impõe uma séria reflexão sobre a missão assumida no meio do povo. Como evangelizadores de jovens, somos convidados a nos debruçar numa significativa avaliação pastoral.
Os jovens são tesouros em nossas Comunidades! Sua presença em nossos ambientes, além de nos alegrar e nos encher de esperança, nos questiona e nos compromete. Eles têm o direito de receber adequados e atraentes espaços, instrumentos, oportunidades que os auxiliem em sua formação integral e na educação à fé.
Convido-os/as, portanto, a realizarem, neste mês de novembro, na Comunidade local, um momento especial de avaliação sobre o serviço pastoral prestado à juventude. Não precisa ser algo longo nem complexo e, sim, prático e no espírito participativo. Com a presença de representantes das várias forças evangelizadoras da juventude (Movimentos, Pastorais da Juventude, Novas Comunidades, Congregações Religiosas, Catequese de Crisma, Pastoral da Educação, Juventude Missionária, Pastoral Vocacional, Pastoral Familiar, etc.) procurem refletir sobre estas e outras questões:

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Papa Francisco elogia a teoria do Big Bang

Nesta semana, a mídia anunciou, como se fosse uma coisa revolucionária e muito inusitada, que o Papa Francisco disse que a teoria do Big Bang (que explica a origem do Universo) e a Teoria da Evolução (que explica a origem das espécies) estão corretas.
O tom de “oh, que coisa incrível!” das manchetes, somado à falta de conhecimento das massas sobre a Igreja, refletiu o sentimento de surpresa geral. Mas gente… em 1951, há mais de 60 anos (!!!), o Papa Pio XII já havia acolhido com extrema simpatia a Teoria do Big Bang, afirmando que ela era perfeitamente compatível com o ensinamento da Igreja sobre a criação do mundo pelas mãos de Deus. Maravilhado com a então chamada “Hipótese átomo primordial”, ele disse:
“Realmente parece que a ciência moderna, olhando para milhões de séculos atrás, conseguiu se tornar testemunha daquele primordial Fiat lux, pelo qual do nada irrompe, com a matéria, um mar de luz e radiação, enquanto as partículas químicas dos elementos se separam e se reúnem em milhões de galáxias.” (…)
“…com a concretude própria das provas físicas, a contingência do universo e a fundamentada dedução sobre a época em que o cosmo saiu das mãos do Criador. A criação no tempo, então; e, portanto, um Criador: Deus! É essa a voz, ainda que não explícita e nem completa, que Nós pedíamos à ciência, e que a atual geração humana espera dela.” (Discurso de Pio XII. 22/11/1951. Tradução: blog Tubo de Ensaio)
Como vocês veem, Pio XII não só aprovou a Teoria do Big Bang, como se empolgou com ela além da conta. Ele chega até mesmo a dizer que essa teoria era praticamente a prova científica da existência de Deus. Ao ouvir isso, o “pai” da teoria, o Padre – é isso mesmo, PADRE – Georges Lamaître fez chegar aos ouvidos do Papa um apelo do tipo: “Menos, Santidade… Meeeeeenos!”.
Quanto à teoria da evolução das espécies, o mesmo Pio XII, em 1950, já havia dito que, desde que mantida a devida prudência, “o magistério da Igreja não proíbe que nas investigações e disputas entre homens doutos de ambos os campos se trate da doutrina do evolucionismo” (Encíclica Humani Generis).
Temos que ser justos e dizer que ao menos a Folha de São Paulo publicou uma matéria bem ponderada, apresentando o parecer positivo de papas anteriores sobre essas teorias, como Pio XII, São João Paulo II e Bento XVI.

Voltando às declarações do Papa Francisco. Sobre a teoria da evolução, ele disse:

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Alegria marca DNJ na Arquidiocese do Rio

A comemoração do 29º Dia Nacional da Juventude (DNJ) no Rio de Janeiro foi marcada pela alegria das centenas de jovens que estiveram presentes na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz, no domingo, dia 19 de outubro.
“Escolhemos a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz, para comemorar o DNJ porque ela foi sede de vários eventos da Jornada Mundial Juventude, e também uma forma de relembrar a visita do Papa Francisco”, frisou Aline Barbosa Almeida, coordenadora estadual da Pastoral da Juventude.
O lema deste ano: “Feitos para sermos livres, não escravos”, que remete ao tema da Campanha da Fraternidade – “Fraternidade e tráfico humano” – teve como propósito suscitar o debate acerca da liberdade humana sob a perspectiva da juventude brasileira.
No evento, organizado pelo Setor Juventude da Arquidiocese do Rio, houve adoração ao Santíssimo Sacramento, pregações e animação de cantores como Rodrigo Sobrinho e Aline Venturi, além da banda Sambandorando.
Além da Pastoral da Juventude, estavam presentes jovens representantes da Renovação Carismática Católica (RCC), Comunidade Shalom, Movimento Eucarístico Jovem, Focolares, Toca de Assis, Movimento de Vida Cristã, Comunidade Maria Serva da Santíssima Trindade, Comunidade do Caos à Glória, Comunidade Pequeno Rebanho, Comunidade Coração Novo, Canção Nova, Jovens Sarados e Pastoral Universitária.

Liberdade interior 
Recordando que a liberdade mais sublime que há é a liberdade interior, o bispo animador da Pastoral da Juventude, Dom Antonio Augusto Dias Duarte, que presidiu a missa em ação de graças, convidou os presentes ao questionamento: “Ao que é que, sendo relativo, eu dou um valor absoluto?” Segundo ele, é somente através dessa reflexão, e sabendo dar o devido valor ao que é relativo ou absoluto na vida é que as pessoas descobrem ao que estão presas e o que ameaça a liberdade delas.
“Todos os anos, quando eu venho no DNJ, é muito significativo ver a juventude alegre. Não porque estão em uma festa, mas porque estão procurando a Cristo! Nós notamos que os jovens de hoje estão com sede e fome de Cristo. Essa comunhão acontece quando se reúnem, e nos deixa contentes e esperançosos”, afirmou o bispo. 

Vida diferente
A missa foi concelebrada pelos padres Jorge dos Santos Carreira e Antônio Augusto da Silva Bezerra, respectivamente coordenadores do Setor Juventude e da Pastoral da Juventude na arquidiocese.
“É uma bênção poder testemunhar jovens que deixaram o mundo, deixaram o pecado, e querem uma vida diferente, de liberdade. Está sendo um dia festivo, de muito sol, de muita alegria, mostrando que a juventude católica está viva! A Igreja está viva no mundo todo, especialmente aqui no Rio de Janeiro”, exclamou o padre Jorge.

Fonte: http://www.jovensconectados.org.br/alegria-marca-dnj-na-arquidiocese-do-rio.html

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Centro de Formação para Juventude

O Centro de Formação para a Juventude realizará um encontro na Congregação Nossa Senhora de Belém (Rua Edgard Werneck, 217 – Pechincha – Jacarepaguá), dia 2 de novembro, das 9h às 16h30, com o tema “Teologia do Corpo”.
Haverá momento de oração, estudo, reflexão, partilha e troca de experiência espiritual, social, vocacional, afetiva e profissional.
Informações: 2445-2146.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Cristo Fest

A Paróquia Nossa Senhora de Loreto, na Freguesia, Jacarepaguá, promoverá o “Cristo Fest” amanhã, 18 de outubro, às 20 horas, no salão Zacaria, na Ladeira da Freguesia, 375.
O evento contará com as presenças das bandas Adorare e Pagode Filhos do Céu e equipe de DJ’s de Cristo.
O convite custa R$ 3,00. Mais detalhes pelo telefone: 98178-9567.



quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Sejamos sal da terra e luz do mundo

Brasília, 1º de Outubro de 2014.

 Caros párocos e demais responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil.

“Vós sois o sal da terra… Vós sois a luz do mundo”
(Mt 5,13-14)

No final do mês passado, fui convidado para deixar uma mensagem aos jovens de uma Paróquia, a partir desta afirmação de Jesus acima, registrada no Evangelho de Mateus, no contexto do Sermão da Montanha. Ela não se dirige somente aos adultos, mas a todos os filhos e filhas de Deus. E, portanto, aos nossos adolescentes e jovens, de todas as paróquias brasileiras.
Ser “sal e luz” não é, em primeiro lugar, uma conquista nossa. É dom, graça, presente de Deus! Ele não diz que nós “seremos” isto, um dia; ele afirma que já o “somos”, mesmo se ainda de maneira limitada, não plena. Saber disto é motivo de felicidade. Esta identidade não decorre de nosso mérito próprio, mas a recebemos do amor de Deus que é, sempre, gratuidade e abundância, independentemente de nosso merecimento.
Ser “sal e luz” é graça de Deus e, ao mesmo tempo, compromisso nosso. Exige-se empenho em manter o “sal” com sabor e a “luz” na sua função de iluminar. O descuido gera, portanto, ineficácia e inutilidade destes elementos.
“Sal e luz” são dois conceitos que nos remetem a elementos fundamentais, tão presentes, principalmente, na fase de nossa juventude: “sentido de vida”, “alegria”, “prazer”, “valor”, “sabor” “discernimento”, “clareza de direção”, “segurança”.
Se, por um lado, o verbo ser conjugado – “vós sois!” – nos dá a certeza da nossa identidade, por outro, carrega em si uma convocação: a de “ser” hoje, no meio dos outros e para os outros, protagonistas de uma nova história e da Civilização do Amor! Portanto, é um compromisso!
Estamos entrando em outubro, mês Missionário, rico em memórias e celebrações que nos ajudam a fortalecer nosso coração de entrega radical ao amor de Deus e do próximo! Bebamos do testemunho de Santa Teresinha do Menino Jesus (dia 1º) que, mesmo sem ter deixado o Carmelo, tornou-se a padroeira das Missões pelas suas orações e sintonia aos desafios da evangelização no mundo. Além de nos proteger, os Santos Anjos da Guarda (dia 2) nos recordam que também nós somos, por vocação, mensageiros de Deus e guardiões das pessoas. Os mártires missionários da Igreja, recordados neste mês, nos entusiasmam pela sua coragem evangelizadora e nos animam a entregar a própria vida como fiéis discípulos do Senhor: Beatos André e Ambrósio, no Rio Grande do Norte (3);São Dionísio (9); São Calisto (14); Santo Inácio de Antioquia (17); São Lucas (18); São Simão e São Judas Tadeu (28).

Pela cultura do diálogo e do encontro

            “A Criação” é o tema da segunda edição do Seminário da Juventude Inter-Religiosa do Rio de Janeiro (JIRJ), que acontecerá no próximo dia 12 de outubro, na Mesquita da Luz, no bairro da Tijuca.
            “A criação é um tema comum entre os participantes, que fazem parte das três religiões monoteístas: judeus, católicos e muçulmanos”, explicou o secretário da Comissão de Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso da Arquidiocese do Rio, diácono Nelson Águia.
            O grupo surgiu no dia 21 de julho de 2013, durante a Jornada Mundial da Juventude, por ocasião do primeiro seminário inter-religioso de jovens realizado na PUC-Rio, que contou com a presença de 150 pessoas de diferentes denominações religiosas. O encontro foi filmado pelo diretor de cinema Cacá (Carlos) Diegues e está registrado no filme Rio de Fé, lançado em outubro de 2013.
            “Ali tivemos uma semente. Desde então nos reunimos pelo menos a cada mês e os próprios jovens decidiram fazer um novo encontro que é um ‘filho’ do primeiro encontro”, explicou o diácono.
            O objetivo, segundo ele, é seguir os ensinamentos do Papa Francisco, que tem pedido muito a nós para cultivarmos a cultura do encontro e do diálogo. E isso se expande, segundo o diácono, à questão religiosa, inter-religiosa e ecumênica.
            “A Igreja quer estar aberta ao diálogo, à compreensão, à harmonia, à paz entre as religiões. Cada um mantendo sua própria identidade, mas respeitando a identidade da outra. E quando unimos jovens para dialogar sobre sua fé e temas comuns, construímos pontes”, esclareceu, afirmando que “não devemos acentuar o que nos separa e sim aquilo que nos une”, pontuou.

Serviço
            O encontro será dia 12 de outubro, às 14h30, na Rua Gonzaga Bastos, 77, na Tijuca. É necessário fazer inscrição através do e-mail juventudeinterreligiosario@gmail.com. As vagas são limitadas.

Fonte: Jornal Testemunho de Fé

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Palestra: Jesus e a Física Quântica

A Física Quântica nos oferece importantes argumentos para falarmos sobre espiritualidade e religião ao homem e à mulher de hoje. Uma de suas grandes contribuições para a Teologia é o conceito do certo e do errado. Os paradigmas da Física Quântica são específicos, mas seus conceitos podem ser relacionados e vinculados aos princípios pedagógicos de Jesus de Nazaré e aos fundamentos do Cristianismo.

Assessor: Frei Isidoro Mazzarolo, doutor em Teologia (exegese dos evangelhos sinóticos), biblista, escritor e professor de exegese bíblica na PUC-RIO, no Instituto Paulo VI e Instituto Franciscano.

Público-alvo: Estudantes de Teologia, agentes de pastoral, catequistas, animadores de comunidade, movimentos da Igreja e interessados no tema.


Data:
11 de outubro (sábado)
Horário:
das 9h às 12h
Gratuita

Local: Paulinas Livraria
Rua 7 de Setembro, 81 A – –Centro –– Rio de Janeiro-RJ

Informações e inscrições:
Tel. (21) 2232-5486 ou rjpromov@paulinas.com.br


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Semana da Juventude na Paróquia Bom Jesus da Penha

            O Setor Juventude da Paróquia Bom Jesus da Penha, na Penha, realizará a “Semana da Juventude” de 12 a 19 de outubro. A programação se iniciará com a missa, no dia 12, às 18h, seguida do musical “O Paraíso do Calvário”.
Nos dias 18 e 19, haverá o retiro para jovens de 14 a 30 anos “Nasci para dar Certo”, da equipe Revolução Jesus, com missionários da Canção Nova.
As inscrições no valor de R$ 10,00 podem ser realizadas na paróquia. O encerramento da semana, dia 19, terá missa, às 18h, seguida de show com a participação do DJ Allan Farias e a banda Frutos de Medjugore.
Durante a semana haverá pregação e animação, com a participação do padre Gleuson Gomes, Maíra Jaber, Ministério Haguideni, Michelle Cipriano, Álvaro do Maranathá, Ministério Rei Davi, Ítalo Villar, entre outros.
A igreja fica na Avenida Brás de Pina, 181. Mais informações pelo telefone: 2560-3618 ou na página www.facebook.com/bjp.juventude.

Fonte: Jornal Testemunho de Fé

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Jovens Promotores da Vida divulgam cartilha para as eleições

Os Jovens Promotores da Vida, grupo vinculado à Comissão de Bioética e Defesa da Vida da Arquidiocese de Brasília, lançaram no dia 13 de setembro, a Cartilha Jovem para as Eleições 2014.
Alinhada às Orientações Pastorais da Arquidiocese de Brasília divulgadas em agosto, a cartilha destaca a defesa e a promoção da vida humana, além do matrimônio e da família, com uma linguagem jovem.
Na cartilha, são detalhadas sete questões fundamentais:
1 – Direito à vida desde a fecundação até a morte natural;
2 – Valorização do casamento entre um homem e uma mulher;
3 – Direito dos pais de educar seus filhos;
4 – Combate à pornografia e à prostituição;
5 – Educação de crianças e adolescentes para a afetividade e sexualidade;
6 – Repúdio à ideologia de gênero;
7 – Rejeição à descriminalização das drogas.
Segundo Ari Ferreira, coordenador da equipe de política dos Jovens Promotores da Vida, a iniciativa é fruto de estudos realizados sobre o documento Nota Doutrinal sobre Algumas Questões Relativas à Participação e Comportamento dos Católicos na Vida Política, da Congregação para a Doutrina da Fé.
“No documento, a Igreja afirma claramente que a consciência cristã bem formada não permite a ninguém favorecer, com o próprio voto, programas que sejam contrários à fé e à moral cristã”, destaca Ari.
Ele ainda destaca: “Muitos justificam que, como o estado brasileiro é laico, os católicos não devem se envolver com a política. Contudo, os católicos são cidadãos e possuem o mesmo direito de se expressar, como qualquer outro grupo, em um estado democrático. Apresentar essas questões, para reflexão dos jovens católicos na escolha dos candidatos, desperta para a cidadania e para a necessidade de participar das decisões que afetam a vida de todos os brasileiros – inclusive a dos católicos”.
A cartilha é um convite para que os jovens possam refletir sobre essas questões na hora de escolher os candidatos, lembrando que é ainda mais importante acompanhar a atuação dos eleitos no exercício dos seus mandatos.


Fonte: http://www.jovensconectados.org.br/jovens-promotores-da-vida-divulgam-cartilha-para-as-eleicoes.html

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Missão Continental Jovem

            A Paróquia São Sebastião, em Olaria, realizou a “Missão Continental Jovem” no Complexo do Alemão, dia 7 de setembro. Todos os setores estiveram reunidos acolhendo missionários jovens e adultos do Vicariato Leopoldina, jovens da paróquia, voluntários jovens da Itália e Alemanha que prestam serviço caritativo na Casa do Menor, em Nova Iguaçu, coordenada pelo padre Renato Chiera. Foram feitas visitas o dia todo, com cinco frentes missionárias. A missão foi encerrada com missa na Capela São Joaquim e Sant’Ana, na Grota, em Ramos.
Fonte: Jornal Testemunho de Fé 

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Cruz e Ícone da JMJ chegam na Ucrânia

Chegaram na Ucrânia a Cruz e o Ícone da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que estão viajando ao redor do mundo como parte dos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude 2016, na Polônia. Os dois símbolos do grande evento de jovens foram entregues à Ucrânia na semana passada pelos jovens da Lituânia; Agora, serão levados em uma peregrinação em todo o país até o dia 04 de outubro.
Para comemorar o evento, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Leopoli, Mons. Benedict Aleksiychuk, disse que espera que "a permanência da Cruz em nossa amada Ucrânia seja um sinal da força, da verdade e da vitória de Deus", para que as pessoas provadas por conflitos possa extrair força para "seguir em frente."
O Bispo Mons. Brian Bayda, presidente da Comissão sinodal para a juventude da igreja grego-católica ucraniana (UGCC) - disse a agência Sir - salientou que a presença da Cruz e do ícone da JMJ na Ucrânia é "particularmente importante dada a situação difícil no país". Exortou os fiéis a rezarem pela paz. 
Fonte: arqrio.org

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Semana Litúrgico-Mistagógica do Vicariato Suburbano

                Na última semana de agosto a equipe da Iniciação Cristã de Jovens e Adultos do Vicariato Suburbano promoveu a Semana Litúrgico-Mistagógica. A ideia surgiu a partir do Encontro Vicarial de Jovens e Adultos realizado em abril deste ano, ocasião em que diversos catequistas e introdutores externaram suas dúvidas a respeito do tempo da Mistagogia, última etapa do processo catecumenal de Iniciação Cristã.
            O evento aconteceu entre os dias 25 e 28 de agosto na Paróquia Divino Salvador, em Piedade. Agentes da Pastoral do Batismo, Catequistas e Introdutores de todos os segmentos da Iniciação Cristã tiveram a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos sobre a dimensão mistagógica do processo catecumenal através de momentos de oração e palestras, ministradas por Dom Pedro Cunha, Dom Paulo Cezar, Padre Vitor Gino e Irmã Lucia imaculada.
            Merece destaque também a alegre acolhida e o apoio da Paróquia Divino Salvador, através de diversas pastorais e de seu Pároco, Padre Leomar, sempre presente. O evento contou também com a presença das editoras Paulus e Vozes: as mesas de livros foram o ponto de encontro e de troca de experiências na abertura e no encerramento dos trabalhos.
            Esperamos em Deus que esta Semana Litúrgico-Mistagógica tenha contribuído de alguma forma para sensibilizar os agentes da Iniciação Cristã sobre a importância de promover ao longo de todo o processo catecumenal o mergulho profundo no mistério da nossa fé.
            No final da página veja o restante das fotos.



terça-feira, 9 de setembro de 2014

Semana Bíblica das Escolas Mater Ecclesiae

A Alegria do Evangelho – Reflexão sobre a alegria cristã, tomando em consideração a experiência do sofrimento.
Dias 16, 17 e 18 de setembro, de 18:30 às 20:30, no Auditório do Edifício João Paulo II


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Papa aos jovens: "Sonhem o futuro voando, sem esquecer a herança cultural, sapiencial e religiosa que os idosos lhes deixaram"

O Santo Padre encontrou na tarde de 4 de setembro, na Sala do Sínodo, no Vaticano, os participantes do III Congresso das “Scholas occurrentes”, que se realizou no Vaticano de 1° de setembro até dia 4. A iniciativa reúne realidades educativas de culturas e religiões diferentes e nasceu pelo impulso e encorajamento de Bergoglio.
Em seu discurso, o Papa reafirmou o que disse no avião ao concluir sua visita à Coreia, ou seja, de que estamos em guerra – fruto da cultura da desintegração e do desencontro. Nos dias atuais, se tornou recorrente a expressão “meninos de rua”, como se fosse possível crescer abandonado, sem um ambiente cultural, familiar e escolar.
Francisco contou um episódio de sua infância, quando certa vez desrespeitou sua professora. Sua mãe foi chamada na escola e, ali, o pequeno Bergoglio teve que pedir desculpa pelo ato que cometeu – dando o caso por encerrado. Todavia, a cena foi diferente ao chegar em casa, pois Francisco teve que fazer as contas com sua mãe, sem a professora por perto.
Hoje – disse o Papa – quando um filho é repreendido na escola, os pais querem processar os professores, resultado do pacto educativo que se rompeu. “Nesse sentido, é muito importante fortalecer os vínculos sociais, familiares e pessoais, porque todos – especialmente as crianças e os jovens – necessitam de um habitat realmente humano, em que encontrem as condições para seu desenvolvimento pessoal harmônico e para sua integração na sociedade.”
Durante a audiência o Pontífice lançou a plataforma tecnológica de rede das “Scholas Occurrentes”, que prevê a possibilidade de usar as novas tecnologias para favorecer os encontros e as trocas entre estudantes e escolas de diferentes países. Neste contexto, o Papa participou de uma vídeo-conferência, via internet, com estudantes que aderiram à rede de ‘Scholas’, de El Salvador, África do Sul, Turquia européia, Israel e Austrália, representando assim os cinco continentes.
O primeiro estudante, da Austrália, perguntou ao Papa como as Escolas podem avançar nesta comunicação e construir pontes. “Vocês – respondeu o Papa – podem fazer duas coisas opostas: construir pontes ou levantar muros. Os muros separam, dividem; as pontes aproximam”. Portanto - acrescentou – continuar a comunicar. Comunicar experiências":

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Dez coisas que deram certo na JMJ Rio2013

O blogueiro e catequista Alexandre Varela deu dez dicas de como crescer na fé, seguindo as lições deixadas pela Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro. As dicas foram apresentadas em palestra gravada para o 1º Congresso Nacional Católicos Online (Conacat). O título original é “Faça você mesmo: 10 coisas que deram certo na JMJ e que vão ajudar você e sua comunidade a crescer na fé”. Confira:

1 – Comunique-se com todos. O Papa sabia falar para todas as pessoas. Ele fala coisas que tem a ver com a humanidade de todos, com o nosso “eu”.
2 – Fale simples. Pra falar com todo mundo, não posso falar “catoliquês”. É óbvio que temos que falar a linguagem adequada, mas que seja acessível. Por exemplo, se eu falar “dogma”, talvez meu interlocutor não saiba o que é, e para muitos pode se sobressair o aspecto negativo, se estiver falando para público aleatório. Primeiro deve-se explicar, depois dizer o nome. Isso também diz respeito às atitudes simples, não somente o “falar”.
3 – Seja jovem. A JMJ mostrou o rosto jovem da Igreja. Foram 3,7 milhões de jovens nas areias de Copacabana. Todos eram jovens porque tinham uma atitude jovem, não eram carrancudos, eram abertos. Você não consegue ser missionário sendo carrancudo. Ser jovem é ser aberto, vivo. Ser católico é ser jovem. Porque ser católico é bom. Isso é ser jovem, é dar exemplo de ser católico. Ainda hoje se fala nas ruas sobre a JMJ, de sentir saudade.
4 – Pense grande. A nossa Igreja é grande, grandiosa, nós somos um povo, o povo de Deus, não uma ONG. Somos um povo que merece ser grande, quem habita em nós é o Espírito Santo. Então, nada de catequese “avacalhada”. Pode até ser algo para poucas pessoas, mas faça-o bem feito. Faça para inspirar as pessoas. O que é pensar grande pra você? É não aceitar menos que a santidade. Cristo te chama à santidade. “Ah, Ok. Você é imperfeito, é pecador”. Todos nós somos, inclusive os santos que você conhece. A exceção é Jesus e Maria. São Pedro, Santo Agostinho, e todos os outros são santos porque trilharam com bravura o caminho da perfeição. Se Deus quer, Ele te sustenta. Se você dá o seu “sim”, você consegue. Faça as coisas bonitas, bem feitas, inspiradoras.
5 – Seja voluntário. Qual é a consequência de ser inspirador? Ser voluntário. Na JMJ as pessoas estavam se doando. Era bonito ver como as pessoas se entregavam, esse espírito de “construir”. Na sua vida, na sua paróquia deve haver isso. Vá para onde Deus te chama. Claro que existem os limites de tempo. Quando você doa seu tempo a Cristo, Ele multiplica o seu tempo. É verdade. Fica tranquilo.
Deus dá a graça, capacita. Observe o exemplo de Maria. Em nenhum momento, ela disse “escolhe outra”, ela não falou “eu não quero”. Se Cristo te chama, vai.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Papa Francisco chega à Coreia do Sul

Padre Federico Lombardi é direto: o Papa está bem e satisfeito com a sua recepção no primeiro dia de sua viagem à Coréia do Sul.

Particularmente apreciado - diz ele - foi a presença da Presidente da República no aeroporto, pois nem sempre os chefes de estado chegam até a escada do avião. Esta presença indica o valor que o povo, não só católico, dá a esta visita.
O Papa ficou agradecido também pela presença de alguns leigos no aeroporto, incluindo os descendentes dos mártires que serão beatificados em breve. Este sinal foi visto como uma exaltação da família na Coréia, de acordo com a tradição cristã.
Após a chegada, o Papa foi para a Nunciatura, onde celebrou a Eucaristia na presença de um pequeno número de fiéis, incluindo religiosas.
O Papa também pregou, em italiano e espanhol, como em Santa Marta, não desistiu de sua breve homilia diária.
O discurso da presidente foi muito apreciado porque ela reconheceu o papel da Igreja no desenvolvimento do país. Infelizmente, emergiu também o sofrimento da separação, há quase 70 anos, das duas Coreias. Portanto, é importante o empenho pela reconciliação e pela paz.
O Santo Padre, referindo-se à tradição dos últimos Pontífices, especialmente João Paulo II,  associou a construção de uma paz verdadeira à restauração de uma justiça autentica.
No encontro com os bispos, Francisco alertou sobre os riscos da mundanidade do clero e como esse fenômeno pode reduzir o cuidado e a atenção efetiva e afetiva para com os pobres e necessitados, rebaixando a missão da Igreja no mundo.
Padre Lombardi justificou a ausência do cardeal Fernando Filoni, Prefeito da Propaganda Fide, enviado pelo Papa ao Iraque. O cardeal enviou uma mensagem aos jornalistas, da cidade de Erbil, onde estava ontem.
O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé disse também que o Santo Padre está tomando medidas através de ações de caridade para aliviar o sofrimento dos refugiados cristãos na antiga Babilônia. Para os Bispos do Oriente Médio é como se tivesse nascido uma estrela de esperança. O Cardeal Filoni logo encontrará, no curso de sua missão, o chefe de Estado do Iraque.
Por fim, revelou a presença discreta de alguns jovens da República Popular da China que, apesar da relutância de seu governo, quiseram participar da Viagem Apostólica do Papa Francisco na Ásia.
Amanhã, 15 de agosto, solenidade da Assunção, feriado nacional pela Libertação da Coreia em 1945, Francisco viajará para Daejeon, onde celebrará a Santa Missa, no estádio de futebol, em seguida, almoçará no Seminário Maior com uma delegação de jovens que participam da Sexta Jornada da Juventude da Ásia antes de encontrar-se com todos no Santuário de Solmoe, lugar que recorda o martírio de Santo André Kim.
Fonte: Zenit (Agência Católica de Notícias)