Manhã de Formação ICJA

Manhã de Formação ICJA

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Encerramento do Congresso Online

Hoje é o ÚLTIMO DIA do 1º Congresso Nacional Online sobre Matrimônio Católico. Veja a programação especial do dia, teremos como palestrantes: Dom José Francisco, Padre Paulo Ricardo, Pe. Chrystian Shankar, Dra. Roberta Castro e outros especiais.

Leia até o final. Aproveito para avisar, quem estiver online HOJE às 22h terá uma SURPRESA e sairá na frente.

Na nossa transmissão AO VIVO de hoje haverá também testemunhos de pessoas que tiveram a vida transformada com a participação no 1º Congresso Nacional Online sobre Matrimônio Católico.

Porém antes quero que você saiba, foram dias intensos de muito trabalho e dedicação, empenhados para apresentar a vocês o melhor conteúdo de formação católica sobre o matrimônio.
A nossa missão foi de ajudar a formar milhares de cristãos católicos, preocupados com: a preparação para o matrimônio católico, a maturidade no relacionamento conjugal, o enfrentamento das crises, a própria salvação, a formação de seus filhos, a criação de uma família e, principalmente, seguir a vontade de Deus.
Temos a certeza que plantamos a semente no coração de mais de 99.000 pessoas que passaram pelas salas de transmissões. Alcançamos pessoas interessadas em formação em todos os continentes, sim, a internet permitiu que o nosso sonho se espalhasse pelo mundo! Nosso sonho foi acordar as famílias católicas e mostrar-lhes que é possível, sim, matrimônios mais felizes e realizados. Esse foi o objetivo maior do congresso, nosso maior interesse e o espírito que nos move. O maior evento online sobre matrimônio católico!

Vamos a programação de palestras do ÚLTIMO DIA

18h - Como se preparar para o sucesso de seu matrimônio?
Pe. Chrystian Shankar
Pregador especializado em família e apresentador do programa Alegrai-vos, na Canção Nova, e do programa Homilia da Família, na TV Evangelizar.
Algumas pessoas acreditam que o amor é suficiente para fazer dar certo um matrimônio. Engano grave. Muitos relacionamentos plenos de amor não dão certo. E a causa é a falta de preparação que ajude o casal a resolver as questões que sempre vêm provar todo e qualquer matrimônio.
>>> Link para assistir: http://meuwebinar.net.br/ev/17710/



20h - A grande batalha: o alerta de Irmã Lúcia
Padre Paulo Ricardo de Azevedo
Dedica-se à evangelização através dos meios de comunicação. Leciona Teologia no Instituto Bento XVI, da Diocese de Lorena, SP, desde 2011. É autor de diversos livros e apresenta semanalmente o programa "Oitavo Dia", pela Rede Canção Nova de Televisão.
Irmã Lúcia, vidente de Fátima, alertou que o último confronto entre Deus e satanás será sobre a família. Existe uma luta contra o poder das trevas e o campo de batalha é o matrimônio. Quando Jesus assumiu uma família, transformou o campo de batalha em lugar de festa. E com Ele, transformando a água em vinho melhor.
>>> Link para assistir: http://meuwebinar.net.br/ev/17711/



22h - Transmissão especial AO VIVO
Robson e Wallace
Nossa transmissão com o encerramento do congresso, uma surpresa especial. Aproveito para avisar, quem estiver online sairá na frente. Haverá também testemunhos de pessoas que tiveram a vida transformada com a participação no 1º Congresso Nacional Online sobre Matrimônio Católico.
A sua vida foi transformada nesses últimos dias? Foi oportunidade de aprender e experimentar o amor de Deus pelas pessoas chamadas ao matrimônio?
Você precisa estar conosco hoje às 22h
>>> Eu Vou estar ONLINE às 22h - https://www.youtube.com/congressomatrimonio…

Você não pode ficar de fora da nossa transmissão de encerramento, temos um encontro marcado. Hoje às 22h, no Facebook e no Youtube.

AVISO
O acesso ao MEMBRO VIP, termina hoje, último dia do congresso (25/11) às 23:59h.
>>> Eu quero ser um Membro VIP e participar dessa área especial com um plano de formação e material exclusivo para lutar pela santidade do meu matrimônio! Clique http://inscricao.congressomatrimonio.com.br/membros-vip3

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Próximas JMJs terão temas com foco em Maria

O Vaticano anunciou nesta terça-feira, 22, os temas das próximas Jornadas Mundias da Juventude que serão realizadas em 2017, 2018 e 2019. Esta última será a edição internacional do evento, no Panamá. Os temas escolhidos pelo Papa Francisco trazem como foco a figura de Maria.
“Grandes coisas fez por mim o Onipotente (Lc 1, 49) será o tema para 2017 (32ª JMJ, âmbito diocesano); “Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus (Lc 1, 30) será o tema para 2018 (33ª JMJ, âmbito diocesano) e “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38) será o tema para a edição internacional em 2019, no Panamá (34ª JMJ).
Em comunicado emitido hoje, o órgão Vaticano para os Leigos, a Família e a Vida, responsável pela organização da Jornada, explica que o caminho espiritual indicado pelo Santo Padre prossegue com coerência a reflexão das últimas três JMJs (2014 a 2016), centradas nas Bem Aventuranças.
“Como sabemos, Maria é aquela que todas as gerações chamarão bem aventurada. No discurso preparado para o encontro com os voluntários da JMJ de Cracóvia, Papa Francisco ilustrava as atitudes da Mãe de Jesus, indicando-a como modelo a imitar”, explicou o Vaticano.
Os temas anunciados buscam dar ao itinerário espiritual das próximas jornadas uma forte conotação mariana, retomando, ao mesmo tempo, a imagem de uma juventude em caminho, animada pelas três virtudes teologais: fé, caridade e esperança.
O caminho proposto aos jovens também está em sintonia com o tema escolhido pelo Papa para o próximo Sínodo dos Bispos: “os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.

Sobre a JMJ
A Jornada Mundial da Juventude, conhecida como JMJ, é um evento criado por São João Paulo II, em 1986, que reúne jovens católicos de todo o mundo. Tem o intuito de celebrar a fé em Jesus Cristo e mostrar o rosto jovem da Igreja. A maior reunião de jovens católicos do mundo tem atravessado gerações e fronteiras, e reunindo pessoas dos quatro cantos do planeta.
A última edição do evento foi realizada em julho de 2016 em Cracóvia, na Polônia, com o tema “Bem aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mt 5, 7), em harmonia com o Jubileu da Misericórdia proclamado pelo Papa Francisco para o período de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016.
O Brasil foi sede da edição internacional do evento em 2013, ocasião que trouxe o Papa Francisco ao país em sua primeira viagem apostólica depois que foi eleito Papa em março do mesmo.

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/especiais/jmj/proximas-jmjs-terao-temas-com-foco-em-maria/

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

O Dia da Glória de Cristo

Uma breve reflexão para ajudar a viver o finalzinho do ano litúrgico

A última semana do Tempo Comum tem um caráter austero. A Solenidade de Cristo Rei nos recorda que o Cristo há de vir em sua glória, para julgar "os vivos e os mortos", como professamos cada domingo no Credo, e "o seu Reino não terá fim".
Para nos lembrarmos desse dia que será de Glória, mas também de juízo, na última semana do Tempo Comum, cantamos na Liturgia das Horas o Hino "Dies Irae" - Dia de Ira - tradicionalmente atribuído a Tomás de Celano, mestre literário franciscano que viveu no século XIII (embora essa autoria seja ainda posta em dúvida por alguns estudiosos).
O hino é inspirado em Sf 1,14-18, que anuncia o grande "Dia do Senhor (YHWH)". No v. 15 o profeta diz que "aquele dia", o "Dia do Senhor" será um "dia de ira" (Yôm ’ebrâ - diz o texto hebraico).
No início do post eu dizia que esta é uma semana austera, porque esse hino nos recordará todos os dias o juízo que está por vir e como nós, no presente, devemos nos preparar, não movidos pelo medo, mas pelo amor e pelo sincero desejo de sermos encontrados à caminho, esperando o Senhor. Não digo prontos, mas à caminho, porque o completamento da obra será feito pelo próprio Senhor. Ser encontrado à caminho significa viver com vigilância sobre si mesmo, no desejo de agradar a Deus e de buscar a sua vontade.
Que seja nosso clamor a última estrofe do hino, que cantaremos até sexta nas Vésperas. Ela nos faz recordar que para estar a caminho podemos contar com a ajuda divina e com a sua infinita misericórdia:

"Vós, ó Deus de majestade,
vivo esplendor da Trindade,
entre os eleitos nos contai".

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Já reinamos com Cristo

A Solenidade de Cristo Rei foi instituída pelo Papa Pio XI em 1925, através de sua Encíclica Quas Primas. Quando da sua instituição, esta festa era celebrada no último domingo de outubro, antes da Solenidade de Todos os Santos. Depois da reforma litúrgica passou para o último domingo do tempo comum, mostrando assim que tudo deve se dirigir para Cristo, alfa e ômega, isto é, princípio de fim de todas as coisas. Este sentido da Solenidade pode ser captado pela oração coleta: “Deus eterno e todo-poderoso, que dispusestes restaurar todas as coisas no vosso amado Filho, Rei do Universo, fazei que todas as criaturas, libertas da escravidão e servindo à vossa majestade, vos glorifiquem eternamente”.
Este texto eucológico[1] apresenta, em primeiro lugar, o sentido da Solenidade de Cristo Rei: o desejo eterno do Pai de restaurar todas as coisas em Cristo. Isto nos remete para o texto de Ef 1,10, onde Paulo fala que o desejo do Pai é justamente esse: “recapitular” todas as coisas em Cristo. Esta eucologia inicial apresenta, ainda, um pedido: que todas as criaturas, libertas da escravidão, possam glorificar eternamente a Deus. Esse pedido, por sua vez, nos traz à mente Ef 1,12, onde Paulo afirma que a finalidade da nossa existência é servirmos ao “louvor” e à “glória” de Deus.
Neste ciclo de leituras do Ano C, que estamos para encerrar, a primeira leitura que nos é apresentada é 2Sm 5,1-3: a unção de Davi em Hebron. Davi, que já havia sido ungido por Samuel na sua juventude (1Sm 16,1-13) e pelos anciãos de Judá na mesma cidade de Hebron (2Sm 2,1-4), agora é ungido também pelos anciãos de Israel e sua realeza é reconhecida por todo o povo.
Davi se tornará, aos poucos, o protótipo do rei perfeito que, apesar de suas fraquezas, soube manter a aliança com Deus intacta. Não é à toa que Deus lhe fará uma promessa em 2Sm 7,12-13 garantindo-lhe perenidade do governo do povo de Israel: E quando os teus dias estiverem completos e vieres a dormir com teus pais, farei permanecer a tua linhagem após ti, gerada das tuas entranhas e firmarei sua realeza. Será ele que construirá uma casa para o meu Nome, e estabelecerei para sempre o seu trono.
O Salmo 121 que rezamos nessa liturgia da Palavra canta a alegria do povo que sobe ao Templo, que vai a Jerusalém para ver a “sede da justiça” e o “trono de Davi”. O povo sempre esperou, sobretudo depois do fim da monarquia, que Deus lhes enviasse um “Messias”, um “rei” que fosse como havia sido Davi, para ocupar de novo o trono para ele reservado.
Deus realizou sua promessa e enviou um novo Rei. Contudo, o Rei enviado não era segundo as expectativas do povo. Era da linhagem de Davi, mas não veio como soberano de um reino que é deste mundo. É significativo que o Evangelho de hoje seja um trecho da paixão segundo Lucas. A paixão de Jesus em Lucas ocupa os cc. 22-23 e hoje a liturgia nos apresenta o trecho de 23,35-43. Poderíamos dividir esse texto em duas partes: 

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

1º Congresso Nacional Online sobre Matrimônio Católico (3º dia)

Chegamos ao terceiro dia do 1º Congresso Nacional Online sobre Matrimônio Católico. Confira agora a programação do dia e o link de acesso a cada uma das palestras. Confira!

10h - O que é o Amor Conjugal?
Diácono Alípio e Valéria
DIÁC. ALÍPIO E VALÉRIA são casados e trabalham com a formação de novos matrimônios.
Todo homem é chamado ao Amor. A vida humana só encontra o sentido verdadeiro ao reconhecer-se dependente daquEle que há tudo plenificar. Na vida conjugal, entretanto, o amor ganha novos contornos, características próprias. Se o amor é a plenitude da vida humana, o amor conjugal é um caminho especial para essa plenitude.
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17475


12h - A inserção da nova família na grande família da Igreja
Dom Orani João Tempesta
DOM ORANI JOÃO TEMPESTA é cardeal da Igreja Católica e atualmente é o bispo titular da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.
A família deve ser igreja doméstica. Seus membros devem sentir-se amados, acolhidos, abraçados. Ora, a família recém-formada precisa integrar-se igualmente na grande família da Igreja, precisa ser comunidade. Esse é um desafio enorme para seus membros.
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17476


14h - Afinal, para que devo namorar?
Tiba e Déia Camargos
TIBA E DEIA CAMARGOS são missionários da Comunidade Canção Nova, pais de dois filhos (Bento e Matias). Idealizadora do trabalho missionário com os adolescentes através do Bem da Hora, graduada em Artes Cênicas, como missionária ela atua como apresentadora, cantora, escritora, pregadora e atriz, além de outros trabalhos na missão.
Se todo mundo "fica", se compromisso não está na moda: POR QUE, ENTÃO, DEVO NAMORAR? Essa pergunta surge frequentemente em conversas com mais jovens. A resposta é que o namoro católico não é o exercício de quem nada pretende, nem o passatempo de quem está à toa. É etapa do sacrameto do matrimônio. Deve-se namorar porque deve-se conhecer aquele a quem vamos dar nosso coração.
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17477


16h - Como administrar a vida financeira? Metas e sonhos do casal
Ricardo e Mariana
RICARDO MAIA E MARIANA MONTEIRO são casados e tem uma filha. Graduados em Administração, o casal trabalha com a formação de namorados. Também são instrutores do Método de Ovulação Billings (MOB).
Muitas vezes o que parece falta de diálogo, incompatibilidade de temperamentos, defeitos de caráter graves, nada mais é que uma profunda crise financeira. Mais de 60% dos matrimônios terminam por causa desse fator. Preparar-se espiritualmente para ser pobre e desapegado é a cura para esse mal, mas o cuidado com as próprias contas e orçamento também ajuda a escapar dessa armadilha.
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17478


18h - Homem e mulher ele os criou: a armadilha da ideologia de gênero
Pe. José Eduardo
PE. JOSÉ EDUARDO é sacerdote na Diocese de Osasco, doutor em Teologia Moral pela Università della Santa Croce, em Roma.
Um brado maligno reverbera na históra: Non serviam... Lúcifer não admite a ordem de Deus explicitada na História da Salvação. Hoje, como um eco desse brado infernal, os homens repetem essa recusa ao não admitirem a diferença entre homem e mulher. A Ideologia de Gênero é a expressão hodierna desse grito antigo.
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17479


20h - Espiritualidade no lar: oração conjugal e familiar
Ronaldo e Tatiana
RONALDO E TATIANA são assessores do Núcleo de Espiritualidade da Pastoral Familiar da Arquidiocese do Rio de Janeiro.
Se o lar católico é uma igreja doméstica, é necessário que a oração seja um hábito nas famílias. O que funciona? Que dicas podemos aprender para fazer de nossa casa uma pequena Nazaré?
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17480

22h - Por que, com quem e quando namorar?
Prof. Felipe Aquino
PROF. FELIPE AQUINO é doutor em engenharia mecânica pela UNESP e Mestre na área pela UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá), também foi Diretor da FAENQUIL, atual Escola de Engenharia de Lorena (EEL-USP) durante 20 anos. Casado há 40 anos com Maria Zila (fundadora da Editora Cléofas), pai de cinco filhos e 9 netos. Trabalha com o Pe. Jonas Abib desde 1970; possui um programa na Rádio Canção Nova, “No Coração da Igreja” e dois programas na TV Canção Nova, “Escola da Fé” e “ Pergunte e Responderemos”. É professor de História da Igreja do Instituto de Teologia Bento XVI na Diocese de Lorena. Escreve artigos e publica notícias no Portal Canção Nova e no site da Editora Cléofas. Na WebTV Canção Nova, Professor Felipe comanda o programa ‘Palavras de Fé’, um importante canal utilizado para ensinamentos e esclarecimentos sobre a Igreja Católica e sua doutrina.
Todas as pessoas vocacionadas ao matrimônio deveriam responder a essas 3 perguntas: por que, quando e com quem namorar. Namoro é etapa para o sacramento do matrimônio. Não deve ser vivido de modo irresponsável.
>>> Link da sala de palestra: http://meuwebinar.net.br/ev/17481