Manhã de Formação ICJA

Manhã de Formação ICJA

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Evento “Doe de Coração” lança Instituto para a Juventude

            A alegria da última Jornada Mundial da Juventude será revivida no evento Doe de Coração, a ser realizado no Centro de Evangelização da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), de 7 a 9 de março.
            O evento vai marcar a criação do Instituto para a Juventude. O IJuventude, como é chamado, vai trabalhar para a promoção, recuperação e inclusão do jovem na sociedade, através da evangelização. Na ocasião, ainda será divulgado o logotipo vencedor do concurso da entidade, realizado nos meses de janeiro e fevereiro deste ano.
            Presidido pelo arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, o IJuventude “é um espaço para ouvir, para discutir as questões da juventude”, explicou padre Márcio Queiroz, vice-presidente da entidade e um dos coordenadores do Doe de Coração. O trabalho será em parceria com o Setor Juventude da Arquidiocese, que consagra todas as expressões jovens dentro da Igreja no Rio de Janeiro.
            Outro objetivo importante do evento é arrecadar fundos para saldar os últimos investimentos da JMJ Rio2013. “Todo mundo sabe que a Jornada foi uma grande festa de fé, mas que tem compromissos que ainda devem ser honrados. Então a gente está trabalhando para isso, e todos podem ajudar”, destacou Benjamin Paz, também coordenador do evento.
            Segundo Benjamin, em breve será divulgado um número de telefone para realizar doações para o Instituto Jornada Mundial da Juventude. Enquanto isso, é possível ajudar com depósitos bancários na conta do instituto (veja no final da página). O site também disponibilizará durante o Doe de Coração um sistema de doações online.

Três dias de festa e solidariedade
            A programação traz a participação de vários artistas e músicos católicos, que passaram pelos palcos da JMJ Rio2013, momentos de Adoração ao Santíssimo Sacramento, celebrações de missas, momentos marianos, pregações, palestras e testemunhos.
            O gerente de Comunicação do Instituto Jornada Mundial da Juventude também destacou dois momentos de bate-papo com convidados, um no sábado e outro no domingo. “São momentos em que serão discutidos alguns assuntos relacionados à JMJ e ao Instituto para a Juventude. Em um deles, vamos fazer uma avaliação do que foi a Jornada, uma retrospectiva, e falar sobre tudo que mudou depois dela. E, no domingo, vamos fazer uma projeção para onde estamos caminhando, como vai funcionar esse instituto, entre outros”, explicou Benjamin.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Papa encontra mais de 25 mil casais de 30 países

O Papa Francisco teve dia 14 de fevereiro, na Praça de S. Pedro, um encontro com os namorados, consagrado ao tema "A alegria do Sim para sempre" e promovido pelo Conselho Pontifício para a Família. O encontro foi precedido por um momento de acolhimento, por parte dos namorados, mais de 25 mil casais de uns 30 Países, com testemunhos, música e vídeo.
Após uma breve saudação ao Papa pelo Presidente do Pontifício Conselho para a Família, Dom Vincenzo Paglia, três casais de namorados apresentaram ao Santo Padre o seu testemunho e lhe fizeram perguntas sobre o valor do matrimônio, que o Papa respondeu pontualmente.
A primeira pergunta foi sobre a dificuldade e o medo de um compromisso “para sempre”: o casal observou que muitos hoje pensam que prometer-se fidelidade por toda a vida é uma tarefa muito difícil, e que o desafio de viver juntos para sempre, se bem que bela e fascinante, é muito exigente e quase impossível. Uma palavra sua que nos ilumine.
A esta pergunta o Papa advertiu que o amor não pode ser entendido apenas como um sentimento ou um estado psicofísico, mas sim como uma relação, uma realidade que cresce e que, portanto, se constrói como uma casa. “E a casa constrói-se juntos, não sozinhos”, sublinhou o Papa, acrescentando que construir juntos significa favorecer e ajudar o crescimento.
O Papa convidou os casais a rezar por esta estabilidade: "Senhor, dá-nos hoje o nosso amor de cada dia", ensina-nos a amar, a amar-nos uns aos outros, reiterando que quanto mais confiarem n’Ele, mais o seu amor será "para sempre", capaz de se renovar e vencer todas as dificuldades.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Uma juventude bem motivada, não para.

Por D. Eduardo Pinheiro da Silva
Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB


Brasília, 01 de Fevereiro de 2014

Caros párocos e demais responsáveis pela evangelização da juventude no Brasil.

“O menino foi crescendo, ficando forte e cheio de sabedoria.
E a graça de Deus estava com ele”.
(Lc 2, 40)

Uma juventude bem motivada, não para! Nessas férias muitas expressões juvenis reservaram um pouco de seu tempo para retiros, encontros, evangelização nas praias, experiências missionárias, formação; as Pastorais da Juventude realizaram seus Congressos, Assembleia, Ampliada. É a vida que continua; é a força da missão que as empolga e as convida para uma formação permanente em vista de uma atuação cada vez mais adequada aos novos tempos. Como adultos responsáveis pela juventude, não podemos deixar de parabenizar estes jovens, reconhecendo-lhes sua beleza, significatividade e singularidade na missão da Igreja na história!
Como já foi mencionado na Carta anterior, o Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil no Brasil, acontecido em dezembro, retomou as 8 Linhas de Ação do Documento 85. A partir delas, foram destacadas, então, aquelas principais Pistas de Ação que necessitam ser potencializadas pelas expressões juvenis (Congregações Religiosas, Novas Comunidades, Movimentos, Pastorais da Juventude) e pelas instâncias eclesiais (comunidades, paróquias, dioceses, regionais).
Seis expressões juvenis e Regionais da CNBB presentes no Encontro assumiram a 1ª. Linha de Ação, que aborda a questão da FORMAÇÃO INTEGRAL, como uma de suas duas prioridades para os próximos anos. As duas PISTAS DE AÇÃO referentes a esta Linha, ficaram assim redigidas:

1º. INVESTIR na Formação Integral permanente,
articulando a Rede de Institutos de Juventude e demais experiências.
2º. Aproximar e ligar a Pastoral Juvenil à CATEQUESE,
em vista da Formação Integral. 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Coleta especial para a JMJ no próximo final de semana

Momentos de alegria, fraternidade e presença de Cristo Jesus. Essas são as lembranças dos dias iluminados passados com o Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude Rio2013. Apesar da chuva e do frio, a jornada foi um sucesso.
Entretanto, a JMJ Rio2013 teve um custo alto para a Arquidiocese do Rio de Janeiro. As perdas e deslocamentos, devido aos imprevistos ocasionados pelo mau tempo, custaram o que não estava previsto pela organização. Mesmo com a contribuição do Papa Francisco, realizada em janeiro, e as ações e campanhas realizadas pela arquidiocese, ainda há um valor para saldar.
Por isso, os bispos do Regional Leste 1 da CNBB, num gesto e solidariedade fraterna, resolveram fazer uma coleta especial em todas dioceses do Estado do Rio de Janeiro, no terceiro final de semana de fevereiro, nas missas celebradas nos dias 15 e 16, que serão destinadas à Arquidiocese do Rio de Janeiro para ajudar no que for necessário e possível.
De acordo com o arcebispo de Niterói e secretário do Regional Leste 1, Dom José Francisco Rezende Dias, a coleta não vai cobrir totalmente os gastos do evento, mas expressará a unidade, comunhão e generosidade do Regional para com a Arquidiocese do Rio.
“Esse gesto de partilha quer ser também um agradecimento a Deus por sua suprema gratuidade e generosidade experimentadas durante os dias da JMJ Rio2013. Esperamos que todos sejam generosos nessa coleta! E tenhamos a certeza de que Deus nunca se deixará vencer em generosidade.”, comentou Dom José Francisco.
Todos investimentos da Jornada estão sendo pagos com recursos próprios da Igreja no Rio de Janeiro. Os contratos ainda em aberto estão sendo renegociados e os valores pendentes devem ser quitados na medida em que os recursos estiverem disponíveis.
Esses recursos foram oriundos das inscrições dos peregrinos, da venda de patrimônio da arquidiocese e do licenciamento de marca. Para pagar o saldo remanescente, continuam a ser arrecadados recursos através de doação dos fiéis e benfeitores. Não houve qualquer aporte de dinheiro público. A participação da administração pública se deu apenas para assegurar o funcionamento dos serviços públicos durante o evento.

Fonte: arqrio.org

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Francisco pede aos jovens a coragem da solidariedade e da sobriedade. E anuncia João Paulo II como Padroeiro das JMJ

"Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu": este é o titulo da Mensagem que o Papa Francisco dirige aos jovens para a próxima Jornada Mundial da Juventude, que será celebrada em nível diocesano em 13 de abril.

Confira o texto:
Mensagem do Santo Padre Francisco para a XXIX Jornada Mundial da Juventude
(Domingo de Ramos, 13 de Abril de 2014)
«Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu» (Mt 5, 3)

Queridos jovens,
Permanece gravado na minha memória o encontro extraordinário que vivemos no Rio de Janeiro, na XXVIII Jornada Mundial da Juventude: uma grande festa da fé e da fraternidade. A boa gente brasileira acolheu-nos de braços escancarados, como a estátua de Cristo Redentor que domina, do alto do Corcovado, o magnífico cenário da praia de Copacabana. Nas margens do mar, Jesus fez ouvir de novo a sua chamada para que cada um de nós se torne seu discípulo missionário, O descubra como o tesouro mais precioso da própria vida e partilhe esta riqueza com os outros, próximos e distantes, até às extremas periferias geográficas e existenciais do nosso tempo.
A próxima etapa da peregrinação intercontinental dos jovens será em Cracóvia, em 2016. Para cadenciar o nosso caminho, gostaria nos próximos três anos de refletir, juntamente convosco, sobre as Bem-aventuranças que lemos no Evangelho de São Mateus (5, 1-12). Começaremos este ano meditando sobre a primeira: «Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu» (Mt 5, 3); para 2015, proponho: «Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8); e finalmente, em 2016, o tema será: «Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia» (Mt 5, 7).
1. A força revolucionária das Bem-aventuranças
É-nos sempre muito útil ler e meditar as Bem-aventuranças! Jesus proclamou-as no seu primeiro grande sermão, feito na margem do lago da Galileia. Havia uma multidão imensa e Ele, para ensinar os seus discípulos, subiu a um monte; por isso é chamado o «sermão da montanha». Na Bíblia, o monte é visto como lugar onde Deus Se revela; pregando sobre o monte, Jesus apresenta-Se como mestre divino, como novo Moisés. E que prega Ele? Jesus prega o caminho da vida; aquele caminho que Ele mesmo percorre, ou melhor, que é Ele mesmo, e propõe-no como caminho da verdadeira felicidade. Em toda a sua vida, desde o nascimento na gruta de Belém até à morte na cruz e à ressurreição, Jesus encarnou as Bem-aventuranças. Todas as promessas do Reino de Deus se cumpriram n’Ele.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Instituto debaterá questões da Juventude

Com o objetivo de dar sustento e seguimento aos legados da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), será criado o Instituto para a Juventude. Para a escolha de sua identidade visual foi lançado no dia 24 de janeiro um concurso do logotipo.
A proposta do instituto ainda está em fase de finalização e será apresentada durante o evento “Doe de Coração”, que acontecerá entre 7 e 9 de março em Cachoeira Paulista, na sede da Canção Nova. O evento também pretende arrecadar fundos para saldar os últimos investimentos da JMJ.
O instituto, presidido pelo arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, “é um espaço para ouvir, para discutir as questões da juventude”, explicou padre Márcio Queiroz, vice-presidente da entidade. De acordo com ele, a proposta de criação do instituto surgiu ainda durante os preparativos para a JMJ Rio2013. “Porque o maior legado da JMJ foi a própria Jornada, o trabalho com a juventude”, ressaltou.
O sacerdote explicou que o instituto terá uma vida jurídica própria e manterá o mesmo CNPJ do Instituto Jornada Mundial da Juventude, órgão criado para organizar a JMJ Rio2013. Deverá trabalhar em parceria com o Setor Juventude, que congrega todas as expressões jovens dentro da Igreja no Rio de Janeiro, como pastorais, novas comunidades, renovação carismática e demais ordens religiosas.
Padre Márcio disse ainda que o instituto foi pensado de forma ampla, mas ainda não existe um organograma fechado. A estrutura vai ser desenvolvida a partir das demandas que forem surgindo e das propostas do Setor Juventude. E a primeira demanda, segundo ele, é quitar os últimos investimentos da JMJ Rio2013.
Outros legados da JMJ foram o Polo de Atenção Integral à Saúde Mental (PAI), que funciona em um dos prédios do Hospital São Francisco de Assis na Providência de Deus (HSF), na Tijuca. O espaço é voltado para o tratamento psiquiátrico, com atenção especial aos dependentes químicos, inclusive de crack. A evangelização da juventude e a sustentabilidade são outros legados.