segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Portugal é anunciada como sede da próxima JMJ em 2022

Diante de milhares presentes no Campo São João Paulo II, localizado no Metro Park, no Panamá, durante celebração eucarística iniciada às 08h (horário local) é anunciado ao mundo a cidade de Lisboa para sediar a próxima Jornada Mundial da Juventude em 2022. Além do Papa Francisco, bispos, sacerdotes, peregrinos, voluntários e diversas famílias que disponibilizaram suas casas para acolhida estiveram presentes na celebração que encerrou oficialmente esta edição do evento no dia 27 de janeiro.
“Julgo que a JMJ em Lisboa será uma oportunidade única para dar a conhecer a realidade católica portuguesa ao mundo, mas também a cultura do nosso país. Por outro lado nós, os portugueses, vamos poder testemunhar um dos eventos católicos mais ricos do mundo, em termos espirituais e culturais, porque são sempre inúmeros os jovens que chegam, de culturas tão diferentes, mas todos com a mesma fé em Deus, confiança e ligação ao Papa", declarou emocionada Leopoldina Simões, jornalista portuguesa que atuou como voluntária do Centro Internacional de Mídia da JMJ 2019.
Antes do anúncio de Portugal como próxima anfitriã, o Sumo Pontífice exortou a juventude: “será anunciado o local da próxima edição da Jornada; peço-vos para não deixar esfriar o que vivestes nestes dias; regressai às vossas paróquias e comunidades, às vossas famílias e aos vossos amigos, e transmiti esta experiência, para que outros possam vibrar com a força e o sonho que tendes em vós; com Maria, continuai a dizer `sim` ao sonho que Deus semeou em vós”. Concluiu então com um último pedido: “E, por favor, não vos esqueçais de rezar por mim!”

PORTUGAL
De acordo com o Departamento Nacional da Juventude de Portugal, participaram da JMJ 2019 cerca de 300 peregrinos portugueses de 12 Dioceses, 6 Bispos, 6 Congregações ou Movimentos e 30 Voluntários. 
Lisboa possui o título de Patriarcado e foi ereto como Diocese no século IV, sendo assim uma das mais antigas do mundo. Somente no dia 07 de novembro de 1716 tornou-se Sé Patriarcal, uma das maiores demonstrações de dignidade honorífica atribuída a uma circunscrição eclesiástica. O título de Patriarca é atribuído ao bispo da localidade desde 1716. O atual Patriarca é Manuel José Macário do Nascimento Clemente que desde 2005 foi nomeado Cardeal.
A primeira Jornada Mundial da Juventude começou em Roma em 1985, tendo suas próximas edições em 1987, Buenos Aires (Argentina); em 1989, Santiago de Compostela (Espanha); em 1991, Czestochowa (Polónia); em 1993 em Denver (EUA); em 1995, Manila (Filipinas); em 1997, Paris (França); em 2000, Roma (Itália); em 2002, Toronto (Canadá); em 2005, Colónia (Alemanha); em 2008, Sidney (Austrália); em 2011, Madrid (Espanha); Rio de Janeiro (Brasil), em 2013; Cracóvia (Polónia), em 2016; e Cidade do Panamá, em 2019. Lisboa sediará a próxima Jornada em 2022.

Fonte: https://noticias.panama2019.pa/pt/em-missa-de-encerramento-da-jmj-papa-francisco-anuncia-portugal-como-sede-da-proxima-edicao/

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Documento final do Sínodo dos jovens já está disponível em português

Já está disponível a versão em português do Documento final do Sínodo sobre a Juventude, realizado em outubro deste ano. Dividido em três partes, 12 capítulos, 167 parágrafos e 60 páginas, o documento tem como fio condutor a passagem do Evangelho de Lucas sobre os discípulos de Emaús. “Pôs-se com eles a caminho”, “’Os seus olhos abriram-se’ – Um novo Pentecostes ” e “’Voltaram imediatamente’ – Uma Igreja jovem” são os títulos de cada uma das três partes do texto.
Para o arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Sergio da Rocha, que foi o relator geral do Sínodo, o texto é “o resultado de um verdadeiro trabalho de equipe” dos padres sinodais, juntamente com os outros participantes no Sínodo e “em modo particular os jovens”.
A primeira parte do documento recebeu a tradução “Pôs-se a com eles a caminho. Nela, é apresentado o contexto no qual os jovens estão inseridos. Ressalta-se a Igreja em escuta, apontam-se “três pontos cruciais” e são abordadas questões como identidade e relacionamento, além do ser jovem hoje.
A segunda parte, “os olhos abriram-se”, reforça o papel renovador da juventude na Igreja, portadora de uma “sã inquietação”. Acolhimento, respeito e acompanhamento ao dinamismo dos jovens são indicações deste trecho, que aborda o dom da juventude, o mistério da vocação, a missão do acompanhamento e a arte de discernir.
Por fim, em seu último título, que foi traduzido como “Voltaram imediatamente”, são pontuadas a sinodalidade missionária da Igreja, a caminhada conjunta com os jovens no cotidiano, o renovado ímpeto missionário e a formação integral. É desta parte do texto que sai o convite às Conferências Episcopais e às Igrejas particulares para prosseguir no processo de discernimento com o objetivo de elaborar soluções pastorais específicas à realidade juvenil.





Fonte: http://www.cnbb.org.br/esta-disponivel-em-portugues-o-documento-final-do-sinodo-dos-jovens-realizado-em-outubro-deste-ano/

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

2ª Tarde Mariana anima a juventude da Iniciação Cristã do Vicariato Suburbano

Uma tarde do abraço: assim poderia se chamar a 2ª Tarde Mariana da Iniciação Cristã de Jovens e Adultos do Vicariato Suburbano, promovida dia 21, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição, no bairro de Campinho.
O evento, que teve sua primeira edição em 2017, é voltado para a animação pastoral dos jovens e adultos que se encontram em preparação para receber os sacramentos da Iniciação Cristã e, sendo em outubro, mês dedicado às missões, reforça o caráter missionário daqueles que se preparam para a vida cristã dentro do propósito tantas vezes reforçado pelo Papa Francisco, de ter uma Igreja em saída.
O encontro teve início às 14 horas com a entrada e entronização da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e com a recitação do terço, que foi concluída com uma bela encenação do grupo Amparo´s Dance, formado por jovens catequizandos da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo e Santa Maria Goretti.


Após o terço, tivemos momentos de muita animação conduzida pelo Ministério Aliança Viva, do próprio santuário, pausas para as “selfies” e uma participação muito tocante da Juventude Mariana, que apresentou um jeito diferente de viver a espiritualidade mariana. Para fechar a tarde, tivemos um testemunho animado do jovem Rui, catequizando da Amparo, e já engajado na comunidade.
O lanche, que ficou para o final, além de restaurar as forças do corpo para o retorno, também foi ocasião para mais selfies, abraços e muita integração.

Ano que vem tem mais, se Deus quiser. E salve Maria!



Wallace Farias – Coordenador de Jovens e Adultos do Vicariato Suburbano